sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Depoimentos de soldados

"A mesma velha trincheira, a mesma paisagem,

Os mesmos ratos, crescendo como mato,

Os mesmos abrigos, nada de novo,

Os mesmos e velhos cheiros, tudo na mesma,

Os mesmos cadáveres no front,

A mesma metralha, das duas às quatro,

Como sempre cavando, como sempre caçando,

A mesma velha guerra dos diabos."

(soldado inglês)



"Estamos tão exaustos que dormimos, mesmo sob intenso barulho. A melhor coisa que poderia acontecer seria os ingleses avançarem e nos fazerem prisioneiros. Ninguém se importa conosco. Não seremos substituídos. Os aviões lançam projéteis sobre nós. Ninguém mais consegue pensar. As rações estão esgotadas - pão, conservas, biscoitos, tudo terminou! Não há uma única gota de água. É o próprio inferno."

(soldado alemão)


Fonte: Marques, Adhemar Martins et at (orgs.). História Contemporânea através de textos. São Paulo, Contexto, 2000, pp. 118 e 120.


Os fragmentos apresentam o depoimento de dois soldados, um inglês e o outro alemão, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).
 
 
Sabrina Araújp nº 44 3º 07

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário